06 outubro 2011

«A sensação que se tem ao ver os nossos economistas e políticos a discursar é a mesma de ouvir um cirurgião do século XVI a sentenciar muito calmamente que, devido aos Humores e aos Fluxos, será preciso aplicar sanguessugas a alguém que está a morrer de uma hemorragia – e, se isso falhar, é porque o paciente devia ter feito uma dieta rigorosa ou um voto de castidade.»

4 comentários:

OnceCanadianNowAmerican disse...

o grande problema e que a grande maioria dos votantes sao das geracoes pre 25 de Abril e das zonas rurais. pre 25 de abril com acesso a educacao e cultura estao-se a borrifar...ainda andam a viver a custa dos dourados anos 90. as novas geracoes oscilam entre o borrifar e o votar nos partidos de menor expressao. Por isso, continuam a falar para burros ou a falar por forma a nos emburrecer.

purpurina disse...

viva, sô ex-canadiano-agora-americano

espero que a vida aí pelas américas esteja a correr bem.

acho que o universo de eleitores é um bocadinho mais complicado do que isso que dizes. e dá-me a sensação que insultaste uma data de gente...

mais do que votar neste ou naquele partido (ou nem votar), parece-me que um dos maiores problemas é que somos pouco exigentes com quem nos representa.

vens a este lado este ano?
beijinho

OnceCanadianNowAmerican disse...

oi. eu sou assim. um precipitado e com o coracao na boca. mas em parte a verdade e que ha uma estupidificacao da sociedade. E uma forma mais moderna de ditadura. O problema e que o universo dos eleitores trata a politica como se fosse futebol. Escolhem um partido e votam sempre igual. 22 de Dezembro a 6 ou 7 Janeiro. Um cafe tem que dar. Beijinhos

purpurina disse...

olha, concordo contigo.
e café, sim sim. ainda não marquei as viagens (tenho de fazê-lo rápido), mas devo estar por lá de 22dez a 2jan.
beijinho