18 maio 2011

eu ando a trabalhar numa tese, mas o processo é o mesmo

"Conheço muita gente que anda a trabalhar num romance. Eu, por exemplo, ando a trabalhar num romance, que é um pouco diferente de escrever um romance. Trabalhar num romance confunde-se com a actividade geral da existência. Bebo um café e estou, de algum modo, a trabalhar no romance. Sento-me no autocarro e estou a trabalhar no romance. Fico a olhar melancolicamente pela janela do escritório e estou, mesmo assim, a trabalhar no romance. O romance, esse, não avança, tanto é o trabalho com que o sobrecarrego. Permanece em estado de crisálida, eterna possibilidade onde cabe tudo e não entra nada. É então que encontro outros que, como eu, andam a trabalhar num romance. Resumem intrigas, esboçam personagens no ar, prevêem glórias futuras, prémios Saramago, comendas, capas do suplemento do Expresso. Da crítica esperam que seja justa; dos leitores, que sejam milhares (mulheres novas em idade fértil, sobretudo); dos pares, a invejazinha fatal. Quanto ao romance, há-de aparecer, um dia."

(mas eu imagino desgraças, não glórias. e milhares de leitores, mulheres novas em idade fértil ou não, seria mau sinal)

4 comentários:

NoKas disse...

E o pior são os prazos que não nos deixam verdadeiramente trabalhar no "romance". Quem me dera poder editar uma segunda edição revista do meu...

purpurina disse...

deixa passar mais algum tempo. os erros vão parecer-te menos importantes e vais acabar por descobrir coisas boas que agora não reconheces. ouvi dizer, que eu ando no modo "tudo-o-que-faço-é-merda".

OnceCanadianNowAmerican disse...

Olá. Eu nem sequer tenho uma versao final impressa para mim. O processo de escrita e mesmo assim: e preciso encarnar a personagem, que vai mudando de capitulo para capitulo e e preciso ir "trabalhando" nela sem escrever nada. Muitos dos meus capitulos foram escritos numa semana depois de duas semanas a "trabalhar" nisso. Parece que nao adiantas nada mas acabas por fazer trabalho invisivel. Beijocas que vai tudo correr bem.

purpurina disse...

pfffffffff! o que tenho andado a escrever ainda não é a tese a sério... é uma outra merdice que eles querem que faça por aqui e que só me deixa furiosa. mas isto qualquer dia passa-me :)

beijinho