12 fevereiro 2007

a sesta


Pierrot escondido por entre o amarelo dos girassóis espreita em cautela o sono dela dormindo na sombra da tangerineira. E ela não dorme, espreita também de olhos descidos, mentindo o sono, as vestes brancas do Pierrot gatinhando silêncios por entre o amarelo dos girassóis. E porque Ele se vem chegando perto, Ela mente ainda mais o sono a mal-ressonar.

Junto d'Ela, não teve mão em si e foi descer-lhe um beijo mudo na negra meia aberta arejando o pé pequenino. Depois os joelhos redondos e lisos, e já se debruçava por sobre os joelhos, a beijar-lhe o ventre descomposto, quando Ela acordou cansada de tanto sono fingir.

E Ele ameaça fugida, e Ela furta-lhe a fuga nos braços nus estendidos.

E Ela, magoada dos remorsos de Pierrot, acaricia-lhe a fronte num grande perdão. E, feitas as pazes, ficou combinado que Ela dormisse outra vez.



6 comentários:

blargh disse...

http://news.bbc.co.uk/2/hi/health/6354855.stm

Claudia disse...

tao doce!!!

blargh disse...

Obrigado, Cláudia! És muito simpática.

blargh disse...

;-)

Former Canadian disse...

Ola
Agora podes ir ao meu blog dizer disparates sobre disparates.
Desisti do tema daquilo. O endereco e o mesmo mas o assunto vai ser menos monotono e, espero, mais interessante. Agora Rebolo em todo o lado.
Beijinhos

purpurina disse...

ai, mas que porcaria. em todo o lado?!

pfffff...

beijinhos

(aos meninos da brincadeira aí de cima também, hehe)